Conselho Fiscal

PARECER DO CONSELHO FISCAL

 

No exercício de suas atribuições legais, conforme estabelece o art. 39, inciso II, do Estatuto Social da FAELBA – Fundação COELBA de Previdência Complementar, este Colegiado examinou os relatórios e as Demonstrações Financeiras referentes ao exercício findo em 31 de dezembro de 2014.

Analisamos as Demonstrações Atuariais dos planos de benefícios previdenciários, emitidas em 20 de fevereiro de 2015 pela consultoria Jessé Montello Serviços Técnicos em Atuária e Economia Ltda., e as Demonstrações Financeiras relativas ao exercício findo em 31 de dezembro de 2014, compostas por (i) Balanço Patrimonial Consolidado; (ii) Demonstração da Mutação do Patrimônio Social – DMPS (consolidada); (iii) Demonstração do Plano de Gestão Administrativa – DPGA (consolidada); (iv) Demonstração do Ativo Líquido – DAL por plano de benefício previdenciário; (v) Demonstração da Mutação do Ativo Líquido – DMAL; (vi) Demonstração das Provisões Técnicas do Plano de Benefícios – DPT por plano de benefício previdenciário; (vii) Notas Explicativas às Demonstrações Financeiras consolidadas; e (viii) Parecer dos Auditores Independentes emitido em 06 de março de 2015 pela KPMG Auditores Independentes.

As Demonstrações acima referidas representam adequadamente em todos os aspectos as posições Patrimonial e Financeira da FAELBA.

Recomendamos a aprovação das Demonstrações mencionadas, conforme estabelece o art. 20, inciso X, do Estatuto da Fundação.

 

Salvador, 06 de março de 2015.

 

Carmelita Novais dos Santos (Presidente)

Leônidas Henriques Filho

Roque da Silveira