Cotas e Perfis: desempenho julho 2019

COMUNICAÇÃO

voltar

19 de agosto de 2019

No Brasil, o mês foi marcado pela aprovação em primeiro turno da Reforma da Previdência na Câmara e a redução da taxa básica de juros de 6,5% a.a. para 6,0% a.a. pelo COPOM.

No exterior o destaque ficou por conta da redução da taxa básica de juros americana realizada pelo FED (Bacen americano).

Essa classe de ativos foi bastante beneficiada pelo noticiário do mês, principalmente pela redução da taxa Selic. Neste contexto o Perfil Básico encerrou o mês com retorno de 0,69%, enquanto o Perfil Conservador com 0,57% em linha com o CDI.

A bolsa de valores, representada pelo índice Ibovespa, apresentou retorno de 0,84% no mês. O Perfil Diferenciado, por sua vez, apresentou retorno de 1,49%, resultado que reflete a força da sua diversificação, tanto em termos de estratégia, quanto de localização geográfica.