[ X ]

Mercado Financeiro

NOTÍCIAS

voltar

Resumo da semana de 05 a 09/11/2018*

CÂMBIO

O dólar subiu pela segunda semana consecutiva, terminando a sexta-feira, 09/10, em R$ 3,73.  A moeda caiu 0,25%, influenciada pela entrada de um fluxo do exterior, e acabou se descolando de seus pares emergentes. A maioria das moedas destes mercados perdeu valor perante o dólar na sexta-feira, 09/10. Apesar da queda, os investidores seguem monitorando a transição de governo e uma das explicações da alta da moeda de 1,10% no acumulado da semana são os ruídos de comunicação entre Jair Bolsonaro (PSL) e sua equipe. O dólar para dezembro encerrou o dia em R$ 3,73 e a queda se acelerou perto do fechamento, para 0,73%, segundo operadores por conta do peso mexicano, que ganhou força no final da tarde.

JUROS

A curva de juros terminou a sessão regular da B3 levemente inclinada, com as taxas de curto e médio prazos em queda e as longas, em leve alta, em relação aos ajustes na quinta-feira, 08/10. O desenho foi determinado pelo otimismo com o cenário de inflação e Selic, principalmente após as revisões de estimativas anunciadas hoje pelo Itaú Unibanco, e pela manutenção do desconforto com as sinalizações do novo governo.

BOLSA

Uma virada na última hora de negociação evitou que o Índice Bovespa registrasse na sexta-feira, 09/10, sua quarta queda consecutiva. Depois de ter caído até 1,86%, o índice fechou praticamente estável, aos 85.638,88 pontos (+0,02%). O indicador ensaiou uma recuperação pela manhã e chegou a subir 0,72%. No entanto, não teve fôlego para se sustentar em um dia de quedas generalizadas entre as bolsas internacionais. Lá fora, temores sobre os rumos da economia global incentivaram ordens de venda, enquanto no cenário doméstico o noticiário político foi escasso. Os negócios somaram R$ 15,7 bilhões.

*Fonte: Agência Estado