Mercado Financeiro

NOTÍCIAS

voltar

Resumo da semana de 10 a 14/09/2018*

CÂMBIO

O dólar teve um dia de trégua na sexta-feira, 14/09, após encostar em R$ 4,20 na quinta-feira, 13/09, e chegar à maior cotação nominal do Plano Real. Depois de uma manhã volátil, a moeda engatou queda na parte da tarde e terminou o dia em R$ 4,1649, baixa de 0,83%. Mesmo assim, o dólar à vista teve a segunda semana consecutiva de alta, acumulando valorização de 1,96% nos últimos cinco dias, e de 2,47% no mês. Nas mesas de câmbio de bancos, gestoras e corretoras, o cenário para as eleições seguiu dominando as atenções e o dia foi de expectativa pela pesquisa eleitoral do Datafolha, que será divulgada às 19h.

JUROS

À espera da divulgação da pesquisa Datafolha na noite da sexta-feira, 14/09, o mercado de juros seguiu à tarde tendo o câmbio como principal parâmetro, com as taxas futuras se firmando em baixa na medida em que o dólar perdia força e renovava mínimas ante o real, após ter encerrado ontem no maior patamar do Plano Real (R$ 4,19). As taxas dos contratos de longo prazo tiveram recuo mais firme, enquanto as curtas ficaram mais perto dos ajustes, com viés de baixa, o que reduziu o nível de inclinação da curva a termo.

BOLSA

Uma recuperação mais robusta de ações de primeira linha conduziu o Índice Bovespa a uma alta de 0,99% na sexta-feira, 14/09, aos 75.429,09 pontos. A valorização ocorreu em meio ao noticiário eleitoral mais ameno, apesar da expectativa por novas pesquisas de intenção de voto. No acumulado da semana de 10 a 14/09, no entanto, o índice contabilizou perda de 1,29%, reflexo principalmente das incertezas quanto à formação do segundo turno da eleição presidencial.

*Fonte: Agência Estado