Mercado Financeiro

NOTÍCIAS

voltar

Resumo da semana de 11 a 15/03/2019*

CÂMBIO

Um de ambiente externo benigno para ativos de risco e a expectativa de fluxo mais forte de recursos para o Brasil ao longo dos próximos meses, desencadeada pelo resultado do leilão de aeroportos, guiaram os negócios no mercado de câmbio doméstico. Afora uma alta pela manhã atribuída por operadores à saída pontual de investidores estrangeiros, o dólar operou pela maior parte da sessão da sexta-feira, 15/03, em terreno negativo.

JUROS

Os juros futuros alternaram pequenas altas e baixas ao longo da sexta-feira, 15/03, chegando ao fim da sessão regular praticamente de lado, com viés de queda em alguns dos principais contratos. Após se moverem para cima no começo dos negócios, em linha com o dólar e desconforto com a proposta para a aposentadoria dos militares, as taxas zeraram o avanço e passaram a oscilar em baixa na medida em que a moeda americana também inverteu o sinal e com o número fraco da produção industrial nos Estados Unidos. O leilão de aeroportos considerado bem-sucedido também contribuiu para o alívio de prêmios, pela atração de fluxo externo dada a presença de grupos estrangeiros no arremate de alguns blocos e pelas taxas de concessão consideradas “relativamente altas”.

BOLSA

Dando sequência à perfeita alternância entre altas e baixas que caracterizou a semana, o Índice Bovespa avançou 0,54% na sexta-feira, 15/03, e renovou seu recorde histórico, aos 99.136,74 pontos. Os negócios somaram R$ 17,8 bilhões. Com três altas e duas quedas ao longo da semana, o índice encerrou o período com valorização de 3,96%. Foi a segunda maior variação porcentual semanal do índice, inferior apenas aos 4,5% registrados na primeira semana de janeiro.

*Fonte: Agência Estado