Mercado Financeiro

NOTÍCIAS

voltar

Resumo da semana de 11/11 a 14/11/2019*

CÂMBIO

O dólar teve novo dia de alta, na quinta-feira, 14, e seguiu no maior patamar desde 13 de setembro do ano passado, quando chegou a R$ 4,1999. Em dia marcado por prudência dos investidores por conta do feriado prolongado de proclamação da República, mas com mercados no exterior funcionando amanhã, a moeda americana subiu mais 0,18% e terminou o dia em R$ 4,1932. No mercado futuro, o dólar fechou em R$ 4,20. Na semana, a divisa acumulou valorização de 0,64% e no mês já avança 4,6%.

JUROS

O mercado de juros, que já pela manhã da quinta-feira (14) operava sem tração, perdeu mais ritmo na etapa vespertina, com muitos operadores antecipando a saída para o feriado prolongado. As taxas fecharam de lado, com viés de alta nos contratos de curto e médio prazos e de baixa na ponta longa. Segundo operadores, os negócios foram pautados por ajustes técnicos e algum impacto pela manhã do IBC-Br acima da mediana das estimativas. As preocupações com a crise política em vários países da América do Sul não se dissiparam, mas hoje foram colocadas em stand-by, assim como o desconforto com o cenário político interno. Nem o novo avanço do dólar para perto dos R$ 4,20 foi capaz de trazer estresse à curva hoje.

BOLSA

O Ibovespa conseguiu voltar e se manter na região de suporte técnico, dos 106,3 mil pontos, mas em uma sessão marcada por alta comedida que não teve capacidade de anular as perdas acumuladas em 1,00% na semana que se encerra hoje, em razão do feriado da Proclamação da República, amanhã. O principal índice do mercado acionário brasileiro fechou com ganho de 0,47%, aos 106.556,88 pontos, e um volume financeiro de R$ 17,9 bilhões.

*Fonte: Agência Estado